Facebook Twitter Instagran
 
   
O que fazemos
Publicações
Expediente
Trabalhe Conosco
 
 
   
 
 
     
Blog - 18.01.2018
O outro lado do engajamento
                                       
 
Envie essa página como dica de leitura para seu amigo. Sua participação é muito importante!
 
   
   
   
   
   
 
Envie sua opinião sobre essa leitura, dúvida ou sugestão. Sua participação é muito importante!
 
   
   
   


 

Um artigo publicado na revista Harvard Business Review pelos pesquisadores©iStock.com/Gradyreese Lewis Garrad e Tomas Chamorro-Premuzic fornece uma visão distinta do que costumamos ler sobre engajamento dos funcionários. Em geral, as maiores pontuações em termos de envolvimento dos colaboradores estão correlacionadas com o aumento do bem-estar, do desempenho e da retenção dos funcionários. No entanto, se verificou que essa característica nem sempre está atrelada a um melhor desempenho. 

De acordo com os autores, existem desvantagens para o alto envolvimento dos colaboradores. Uma delas é que os funcionários mais engajados muitas vezes estão pensando em ideias inovadoras e é provável que estejam satisfeitos com o forma que a empresa desenvolve o seu trabalho, o que levaria esses trabalhadores mais envolvidos e satisfeitos a não desafiarem o status quo. A complacência pode atingir a performance da empresa a longo prazo. 

Outro ponto negativo é a facilidade para os colaboradores com alto engajamento se envolverem de tal forma no seu trabalho que deixem de se preocupar com outros (importantes!) aspectos de suas vidas. De acordo com estudos, esse tipo de funcionário tende a ter interferências da vida profissional sobre a familiar com mais freqüência e podem acabar prejudicando sua própria saúde, aspectos que a longo prazo também podem prejudicar a empresa. 

Laura Schenkel, jornalista

Tags: engajamento, trabalho, desempenho, envolvimento


Registros 1 a 1 de 1
‹‹ Primeira    ‹ Anterior   Próxima ›   Última ››
 
Arquivos
› Todos os posts
› 2019
› 2018
› 2017
› 2016
Tags:  impressos, comunicação, jornalismo, conteúdo, Temática, Mídias sociais, ansiedade, informação, poder, SPA, currículo de fracassos, recursos humanos, currículo, Colaboração, Cooperação, Ambientes virtuais de aprendizado, inovação, mercado, propósito, empreender, pequena empresa, internet, redes sociais, etiqueta, Likes, engajamento, posts, curadoria, sobrecarga, checagem, planejamento, empresa, metas, trabalho, curiosidade, pesquisa, psicologia, cérebro, criatividade, tecnologia, tendências, millenniuns, Reinvenção, negócio, música, autoconhecimento, reconhecimento, carreira, mindufulness, foco, futuro, negócios, millennials, Lei Maria da Penha, violência contra a mulher, violência doméstica, digital, e-commerce, disruptura, reinventar, atendimento, feedback, problemas, resposta, desempenho, envolvimento, kardashian, social media, maternidade, Costumer Centricity, humanização das marcas, empatia, storryteling, polarização, negociação, consenso, Facebook, privacidade, vazamento, violação, dados, informações, avanços, bom senso, consequências, Comprometimento, doação, marketing, vida, significado, felicidade, stories, ferramentas de voz, vídeos, influenciadores, humanização, Job sharing, Unilever Brasil, Whole Foods, Salesforce, Deutsche Bank, startup, unicórnio, aceleradora, capital, Sebrae, Trabalho remoto, flexibilidade, home-office, capitalismo consciente, John Mackey, Raj Sisodia, sustentabilidade, bem-estar social, valor compartilhado, empresas humanizadas
 
Direto da redação
12.07.2019
Confira as atrações da 38ª ExpoAgas
09.07.2019
Prorrogado o ingresso de pequenas empresas no eSocial
03.07.2019
Tendências de marketing de conteúdo
14.06.2019
Amostra Grátis destaca papel tecnológico na gestão de pessoas
 
Quantos livros sobre negócios você leu em 2018?
1 a 3
Até 5
5 a 10
Mais que 10
Não costumo fazer leituras sobre este assunto
 
 
 

R. General João Telles, 524/602 • Porto Alegre/RS • Fone: (51) 3346-1194 • E-mail: admin@tematica-rs.com.br