Facebook Twitter Instagran
 
   
O que fazemos
Publicações
Expediente
Trabalhe Conosco
 
 
   
 
 
     
Blog - 05.08.2016
Colaboração e cooperação
                                       
 
Envie essa página como dica de leitura para seu amigo. Sua participação é muito importante!
 
   
   
   
   
   
 
Envie sua opinião sobre essa leitura, dúvida ou sugestão. Sua participação é muito importante!
 
   
   
   


 

Quando diversas pessoas atuam juntas para desenvolver determinada tarefa, elas têm de relacionar-se e organizar-se entre si de modo colaborativo e cooperativo. Mas será que os dois termos são, de fato, sinônimos?

A palavra cooperação provém do latim operare, traduzido como operar uma ação, funcionar ou fazer funcionar de acordo com um plano ou sistema. Já a palavra colaboração, do latim laborare, significa trabalhar, ou seja, emprenhar-se para atingir determinado fim sem ter, necessariamente, um plano traçado, pois o importante é o objetivo a ser alcançado. Ambas possuem o prefixo co, que, de acordo com o dicionário Priberam da Língua Portuguesa, significa: companhia, concomitância, simultaneidade.

No entanto, durante o desenvolvimento do trabalho conjunto, os papeis dos parceiros podem se diferenciar. Conforme o professor Antônio Sergio Lins de Carvalho, colaborar e cooperar exigem trabalho e operação em conjunto. Para o autor, ambas ações têm intenção explícita de contribuir e criar algo a partir do esforço compartilhado. Entretanto, o grupo que trabalha a partir de uma pré-disposição hierárquica, admitindo relações de poder e delegação de funções específicas a cada integrante, não pode ser considerado colaborativo, mas sim cooperativo. Se fala em colaboração quando há um trabalho simultâneo, mútuo e espontâneo, com todos os sujeitos interagindo de modo horizontal. A colaboração envolve a tomada conjunta de decisões e a comunicação efetiva, priorizando o diálogo entre os profissionais.

Nesse sentido, o trabalho colaborativo pode envolver a realização conjunta de operações. Mas exige mais do que isso, porque prevê situações complexas que devem ser resolvidas pelo grupo ao longo do percurso. Por isso, a colaboração requer maior partilha e interação. E, quanto maior a multidisciplinaridade da equipe, mais esforço e tempo são necessários para que a variedade de linguagens, referências e estilos de trabalho se aliem e funcionem de forma colaborativa.

Embora a coletividade seja prioritária nos trabalhos em equipe, a individualidade é fundamental para que haja iniciativa e interesse do profissional em se envolver com as atividades e angariar conhecimentos. Além disso, sempre haverá diferentes níveis de envolvimento com o trabalho, visto que cada sujeito possui autonomia suficiente tanto para apenas cumprir o que foi pedido quanto para aprofundar e desenvolver temas que surgem durante o desenvolvimento das atividades.

Para facilitar sua compreensão sobre as diferenças entre colaboração e cooperação, veja os esquemas criados pelo professor Fernando Pimentel.

Amanda Gomes, estagiária de Jornalismo (Temática)

Tags: Colaboração, Cooperação, Ambientes virtuais de aprendizado


Registros 1 a 1 de 1
‹‹ Primeira    ‹ Anterior   Próxima ›   Última ››
 
Arquivos
› Todos os posts
› 2018
› 2017
› 2016
Tags:  impressos, comunicação, jornalismo, conteúdo, Temática, Mídias sociais, ansiedade, informação, poder, SPA, currículo de fracassos, recursos humanos, currículo, Colaboração, Cooperação, Ambientes virtuais de aprendizado, inovação, mercado, propósito, empreender, pequena empresa, internet, redes sociais, etiqueta, Likes, engajamento, posts, curadoria, sobrecarga, checagem, planejamento, empresa, metas, trabalho, curiosidade, pesquisa, psicologia, cérebro, criatividade, tecnologia, tendências, millenniuns, Reinvenção, negócio, música, autoconhecimento, reconhecimento, carreira, mindufulness, foco, futuro, negócios, millennials, Lei Maria da Penha, violência contra a mulher, violência doméstica, digital, e-commerce, disruptura, reinventar, atendimento, feedback, problemas, resposta, desempenho, envolvimento, kardashian, social media, maternidade, Costumer Centricity, humanização das marcas, empatia, storryteling, polarização, negociação, consenso, Facebook, privacidade, vazamento, violação, dados, informações, avanços, bom senso, consequências, Comprometimento, doação, marketing, vida, significado, felicidade
 
Direto da redação
05.12.2018
Fecomércio-RS apresenta projeções econômicas para 2019
04.12.2018
Fiergs projeta economia brasileira em 2019
26.11.2018
Premiações de comunicação e design em destaque pelo país
22.11.2018
Festival promove mais de 450 atividades na capital
 
Trabalhe Conosco
Quantos livros sobre negócios você leu em 2018?
1 a 3
Até 5
5 a 10
Mais que 10
Não costumo fazer leituras sobre este assunto
 
 
 

R. General João Telles, 524/602 • Porto Alegre/RS • Fone: (51) 3346-1194 • E-mail: admin@tematica-rs.com.br